COPESCARTE
Expositores Coopescarte014Daniel Castellano.jpg

As mulheres da Cooperativa das Trabalhadoras Autônomas da Pesca e Acessórios Artesanais (Copescarte) trabalham desde 2006 no município litorâneo de Antonina /PR. É uma entidade que reúne 20 artesãs. Elas fazem o beneficiamento das peles de peixes marinhos, confecções de biojoias e capacitações de novas cooperadas. O resíduo dos peixes, que antes era descartado na água, poluindo o meio ambiente, passou a ser utilizado numa atividade artesanal para a geração de trabalho e renda. Esse foco no meio ambiente ampliou a atuação da cooperativa, que procura resgatar a autoestima da mulher e que  também participa de ações comunitárias. A cooperativa foi constituída com recursos próprios e algumas doações. Toda a venda dos produtos é destinada à compra de insumos para a confecção de peças de artesanato. O processo de produção da cooperativa consiste em aproveitar a pele do pescado e as escamas de peixes, basicamente. Esse material é recolhido no porto de Paranaguá e transportado até Antonina. Desde a sua fundação, a Copescarte é presidida pela bióloga Leocilia Oliveira da Silva, que também é técnica em processamento de peles de peixes e artesanato. Segundo ela, a cooperativa não se destina apenas à produção de peças artesanais, e sim procura uma atuação mais ampla na comunidade, possibilitando inserção social e capacitação profissional para, numa visão mais ampliada, reduzir as desigualdades regionais. O compromisso e os desafios da Copescarte são, basicamente, a valorização da mulher (resgate social), a eliminação da pobreza extrema e o direcionamento das atividades econômicas para um modelo de desenvolvimento social e ambientalmente sustentável.

Fonte: facebook

Expositores Coopescarte013Daniel Castellano.jpg