BOI DE MAMÃO
Dia 20 festival Boi de mamao033Daniel Castellano.jpg

O Boi, uma festa de cor e de alegria, com sua música e dança, antes de tudo, combate a indiferença, exercita o prazer, convida a brincar em conjunto.

No Paraná, e em especial no litoral do estado, encontramos tradições culturais e musicais de grande importância, do baile de fandango às romarias do Divino Espírito Santo, passando pelo Boi de Mamão, uma tradição que mistura música, dança e teatro, entendida como festa, auto, brincadeira ou dança dramática.

Nessa brincadeira, uma série de personagens como o Pai Mateus, a Bernúncia, a Mariola, o Doutor, a Vaca, o Cavalinho, e claro, o Boi contam uma história da morte e ressurreição, em geral do Boi e no litoral, por vezes, do Pai Mateus.

Dia 20 festival Boi de mamão82Daniel Castellano.jpg
Dia 20 festival Boi de mamao16Daniel Castellano.jpg

Em diferentes estados brasileiros vamos encontrar variações de personagens, enredo, música e mesmo nomes do auto como: bumba meu boi, bumba boi, boi de ouro, boizinho, auto do boi, entre outros.

Tradicionalmente costumava-se fazer a brincadeira do Boi na época do Carnaval e nas festas Juninas. Atualmente ela acontece em diversos espaços, não raro em apresentações programadas, que ajudam no atual contexto, a valorizar e divulgar esse auto  popular que, infelizmente, ainda apresenta escassa documentação e pouca visibilidade no Estado.

A Associação Mandicuera de Cultura Popular, de Paranaguá, remontou o auto do Boi de Mamão com jovens caiçaras que redescobrem nesta tradição, um projeto de futuro, trazendo para as práticas atuais os saberes de outras gerações.

Sempre se renovando, a tradição cultural popular do litoral paranaense ganha com o Boi de Mamão mais um importante espaço de prática dos saberes e riquezas locais.

Entusiasmo do público na apresentação do Encontro de Tradições.

 

Fonte: Lia Marchi